Rocambole de Ameixa

Uma massa simples, um recheio idem e uma cobertura também.
Então vamos caprichar nos efeitos, de uma forma também muito simples, mas de um belo efeito visual.

Ingredientes:

– 3 ovos inteiros;
– 3 colheres (das de sopa) de açúcar;
– 3 colheres (das de sopa) de farinha de trigo;
– 200 g de ameixa preta sem caroço;
– 1/2 xícara (das de chá) de água;
– 1/2 xícara (das de chá) de açúcar;
– opcional: 1/2 colher (das de café) de sal.

Pique as ameixas e leve-as ao fogo com a água e o açúcar.
Deixe ferver até quase secar toda a água.
Se quiser um purê de ameixas, bata no liquidificador.
Se quiser com pedacinhos, desligue o fogo e deixe esfriar.

Coloque os ovos e o açúcar na batedeira e bata por 6′ a 8′.
Desligue a batedeira e coloque a farinha com auxílio de uma peneirinha.
Unte uma forma de 21 x 30 cm, forre com papel manteiga, unte e enfarinhe o papel.
Despeje a massa e leve ao forno até dourar a borda e a massa do centro da forma não grudar nos dedos.
Desenforme ainda quente, sobre um pano de sacaria polvilhado com açúcar e enrole, com auxílio do pano, deixando esfriar.
Abra o rocambole, espalhe o doce de ameixas e por cima o marshmallow, que pode ser branco ou já tingido.
Torne a enrolar.
Passe para a travessa em que será servido e cubra com o marshmallow tingido.

Coloque um bico chuveirinho em uma manga de confeitar.
O bico chuveirinho é muito usado para fazer grama e até cabelo de docinho com formato de rosto de boneca.
No nosso caso vamos criar um efeito de espaguete fininho cozido.
Para isso, basta pressionar a manga de confeitar, enquanto faz movimentos circulares sobre o rocambole.
Comece na base em um dos lados e suba até o centro.
Passe para a base do outro lado e suba até o centro do rocambole também.
Além de ser mais fácil, as bases ficam mais bem acabadas.

Marshmallow sem claras:

– 2 xícaras (das de chá) de açúcar impalpável;
– 1 colher (das de sopa, rasa) de emulsificante;
– essência de baunilha a gosto;
– 200 ml de água;
– 1/2 colher (das de café) de sal;
– 1 colher (das de sopa, rasa) de gelatina incolor e sem sabor;
– 3 colheres (das de sopa) de água;
– corante a gosto.

O sal deixa o doce mais saboroso e a gelatina confere mais
durabilidade e uma textura melhor para usar a manga de confeiteiro.

Hidrate a gelatina e dissolva em banho-maria.
Coloque o açúcar, a água fria, a essência de baunilha e o emulsificante na batedeira e ligue.
Com a batedeira ligada, junte o sal e a gelatina dissolvida.
Se quiser tingir toda a massa, coloque corante a gosto na batedeira ainda ligada e bata até completarem os 10′.
Se quiser tingir com várias cores separe porções da massa, depois de pronta, e tinja nas cores escolhidas.
Leve para gelar por 2 horas antes de aplicar.

Para ver outras receitas de bolos, caldas, recheios e coberturas acesse o Índice 2.