Esterilizando Vidros de Conserva

Existem diversos tipos de vidros que podem ser usados para conservas.
Existem os que já vem com tampa acoplada e com um anel de borracha para vedação.
É possível também, reutilizar vidros de conservasindustriais, mas os cuidados, neste caso, devem ser redobrado. As tampas devem ser descartadas, sendo substituídas por tampas novas, jáque, uma vez abertas, dificilmente elas fecharão hermeticamente outravez.
Para ver outras receitas de molhos e temperos caseiros acesse oÍndice 4.

Veja a diferença entre uma tampa usada (1) e uma nova (2).

A tampa usada apresenta ferrugem nas garrinhas, a borracha de vedação já está com um sulco bem profundo (perdeu a sua elasticidade) e está manchada pelo uso, o que não acontece com a tampa nova.
Além disso, o esforço para abrir um vidro de conserva que foi selado a vácuo faz com que a tampa entorte, o que vai impedir uma vedação perfeita a partir dai.
Hoje em dia é até muito fácil encontrar as tampas para venda separadamente dos vidros.

Esterilizando na água fervente.

Lave muito bem vidros e tampas, com umaesponja nova separada só para este fim e detergente neutro. Separe panosde pratos e, se possível, até panelas só para preparar as conservas.

Nesta primeira esterilização, com os vidros vazios, eucostumo colocá-los cheios de água, em uma panela, completo com mais águaaté cobrir todos os vidros. Deixe ferver por 20′ contados a partir doinício da fervura.
Coloque as tampas junto com osvidros.
Ou ferva tampas e vidros em separado, se não couberem juntas na panela.
Vidros com tampas de plástico são desaconselhados primeiro porque o plástico é poroso, portanto permite a passagem de bactérias e fungos, o que impediria que a conserva fosse guardada por muitos meses, e depois as tampas amolecidas pelo calor da fervura com os vidros já cheios irão se moldar aos vidros e quando esfriarem será quase impossível abrir os vidros e se perderá toda a produção.
O ideal é, mesmo que você tenha comprado vidros com tampas de plástico, que se compre tampas avulsas de metal.
Deixe a água esfriar, forre uma assadeira limpa ou um balcão com ospanos de prato de uso exclusivo para conservas, coloque os vidrosemborcados sobre os panos e as tampas e cubra tudo com outro pano deprato. Deixe secarem naturalmente.
Use um pegador de metal para retirar os vidros e as tampas da panela, para evitar contaminação.

Esterilizando no forno.

Lave os muito bem,sempre com esponja nova e detergente neutro.
Pré aqueça o forno,temperatura alta por 15′ antes de colocar os vidros lá.

Coloque osvidros, deixando espaço entre eles, em uma assadeira, emborcados, e leve ao forno por mais20′.
Desligue o forno e só abra o forno depois de totalmente frio.
Enquanto isso ferva as tampas em água por 20′.
Prefiro ferver as tampas em água para não correr o risco de perder os anéis de vedação, que são de borracha.
Ao retirar os vidros do forno, junte-os para abrir espaço na assadeira, forre a ponta com um pano de prato limpo e coloque as tampas sobre o pano de prato, com auxílio de uma pinça/pegador de metal.
Cubra os vidros e tampas com um pano de prato, até a hora deusar.

Envase as tuas conservas, enchendo os vidros até as bordas e feche hermeticamente.
Coloque um pano de prato grande, dobrado, no fundo de umpanelão, arrume os vidros de conservas, em pé, sobre o pano de prato,cubra com água quente e leve para ferver por 20′.
CUBRA TOTALMENTE OS VIDROS!
Lembre-se sempre queuma conserva mal preparada ou mal esterilizada é extremamente perigosapara a saúde. É melhor preparar quantidades pequenas de uma geleia ouconserva do que arriscar a saúde da família.

O pano de prato no fundo da panela serve para equilibrar ocalor de dentro dos vidros com o calor da água.
Principalmente se vocêestiver fazendo conservas doces, quando você coloca o fundo dos vidrosdireto em contato com o fundo da panela, o calor do metal vai aquecermuito mais o conteúdo dos vidros, fazendo com que a pressão interna dosvidros seja maior do que a externa, causando o estouro das tampas e,consequentemente, fazendo com que se perca toda a conserva.
Acredite-me:já passei por isso e já fiquei com cara de tacho (sem trocadilhos) porperder toda uma produção.
O pano de prato distribui o calor por igual e durante afervura, todo o ar que ainda restou nos vidros é expelido criando ovácuo que vai proteger a conserva de fungos e bactérias.
Providencie panelões para ferver vários
vidros ou use uma cuscuzeira alta, quando for esterilizar apenas um
vidro de compota.

Para finalizar, depois que envasar e esterilizar novamente os vidros, aplique um lacre termoencolhíveis na tampa de cada vidro, mesmo que as compotas e geleias sejam só para consumo caseiro.
Os lacres são baratinhos, cerca de R$ 0,10 cada e complementam a vedação, principalmente em cidades muito úmidas, com tendência maior ao mofo.
E são muito fáceis de aplicar, bastando ter uma fonte de calor, seja um soprador de ar quente, um secador de cabelos ou até uma panela com água fervente.

Os lacres são anéis de plástico e existem em todos os tamanhos dos vidros de conserva. Aliás existem lacres para garrafas também.
Depois de esterilizar, preencher e esterilizar novamente as compotas, encaixe um lacre sobre a tampa, centralizando bem, deixando uma folga tanto para cima da tampa, quanto para baixo.
Ligue o soprador (imagem 3 da foto acima) ou o secador de cabelo e aponte o jato de ar quente em direção ao lacre. Ele irá se ajustar à tampa.
Se usar secador de cabelo compre um apenas para este uso e guarde-o junto ao material de conservas. Higiene é fundamental.
Se quiser usar água quente, coloque água para ferver que seja suficiente para mergulhar a tampa dos vidros.
Coloque o vidro, sem encostá-lo no fundo, girando-o para que a água fervente aja sobre todo o lacre na parte superior da tampa.
Quando a parte superior tiver se acomodado na tampa, mergulhe o vidro encostando a tapa no fundo da panela por alguns segundos, para que a parte inferior do lacre também se acomode ao vidro.
Logo que possível postarei fotos deste processo.

Se você é como eu, com certeza ama presentear a quem amacom seus quitutes e meus amados amam receber este tipo de presente.Então todo capricho é essencial.

Boas experiências!

Para ver outras receitas de molhos e temperos caseiros acesse o Índice 4.